Você conhece o Google Ad Grants?

Google Ad GrantsUma das ferramentas mais poderosas para fidelizar clientes e atrair novas oportunidades, sem dúvida, é o marketing digital, capaz de alcançar desde pequenos negócios até grandes companhias. O surgimento do Google Ad Grants tornou essa ferramenta muito útil para Organizações Sem Fins Lucrativos (ONGs).

 

Considerado um presente do Google para as organizações que atendem a determinados requisitos, o Grants tem algumas peculiaridades que você precisa entender para não errar na hora da inscrição e aproveitar todos os seus benefícios.

 

Neste artigo preparamos um guia no qual você encontrará tudo o que precisa saber sobre esse programa, desde como se qualificar até às diretrizes de anúncios. Continue a leitura!

 

O que é o Google Ad Grants?

O Google Ad Grants é um programa de benefício oferecido pela Google às ONGs que desejam ter uma maior exposição na internet.  O objetivo principal da plataforma é atrair novos interessados e doadores para garantir a continuidade da atuação das entidades.

 

O programa oferece gratuitamente um crédito de USD 10.000,00 mensais para que as instituições qualificadas façam anúncios e promovam suas missões e iniciativas no Google.

 

A empresa interessada em participar desse programa, deve primeiramente fazer um cadastro e passar por um processo de seleção.  Caso cumpra com os requisitos, estará qualificada para receber o crédito e usar a ferramenta desde que respeite algumas regras.

 

Quais são as instituições que podem participar?

A intenção do Google é aumentar o impacto social das ONGs, por isso, para participar do Google Grants, é fundamental que a instituição não tenha fins lucrativos.  

 

Dentre as instituições que podem ser aprovadas estão:

 

Organizações Não-Governamentais (ONGs) ou Organizações de Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP);

Organizações Sociais (Os);

Organizações de Utilidade Pública Federal (UPF);

Associações sem fins lucrativos, em geral, como empresa júnior (EJ).

 

Entidades governamentais, hospitais, creches, escolas ou universidades (com exceção de seus braços filantrópicos) e empreendimentos com qualquer fim comercial estão automaticamente excluídos e não podem participar do programa.

 

Critérios para a qualificação

Para se qualificar, não basta apenas ser uma empresa sem fins lucrativos. É necessário atender a algumas regras estabelecidas pelo Google:  

 

Ser registrado na TechSoup Brasil (projeto que oferece Softwares e ferramentas tecnológicas exclusivamente para ONGs;

Ser uma ONG, OSCIP ou UPF registrada no governo ou apresentar comprovação de atuação sem fins lucrativos;

Possuir um site funcional e com conteúdo relevante sobre a instituição;

Aceitar os Termos e Condições previstos pela plataforma.

 

Vale ressaltar que se a instituição deixar de cumprir algum dos pontos a sua participação no programa Google Ads Grants será recusada.

 

Passo a passo para fazer a inscrição no Google Grants

Se a instituição estiver apta para concorrer ao benefício, o próximo passo é fazer a inscrição.  A seguir, veja um passo a passo de como fazer a sua:

 

1. Confira os critérios de elegibilidade

Confira toda a documentação necessária e se estão em dia para serem apresentadas. Verifique se o domínio do site está em posse da instituição (lembre-se que é um dos requisitos indispensáveis).

 

2. Faça o registro na TechSoup

O cadastro na TechSoup garante que a instituição é legítima e ainda acelera a validação da inscrição. Entre no site do projeto e preencha todas as informações solicitadas.  

 

3. Crie uma conta no Google

Na página do Google  crie uma conta específica para Organizações Sem Fins Lucrativos. Preencha todas as informações solicitadas. É preciso ter um endereço de e-mail válido e da própria instituição, além de informar o endereço físico da organização.

Será necessário apresentar um token de validação da TechSoup. Depois de preencher todas as informações e obter as validações exigidas, a conta está criada.

 

4. Crie uma conta no Ad Grants

Siga para o endereço de Google Ads e use o mesmo e-mail cadastrado na conta do Google. Selecione o país e o fuso horário. Em “Moeda”, especifique o dólar. Salve as alterações.

É a criação dessa conta que irá permitir o uso dos recursos para criar as campanhas.

 

5. Crie a primeira campanha

Na página de “Campanhas”, clique em criar uma nova. Em tipo, defina “Rede de pesquisa” e opte pela elaboração sem meta. Não faça nenhuma outra modificação. Defina um nome para essa campanha e desmarque as caixas rede display e parceiros de pesquisa.

Estipule o idioma e em quais locais a pesquisa deve aparecer.  Em “Orçamento Diário”, defina o valor máximo em US $329,00, que será válido para todas as campanhas. No final, configure dois endereços do site para os quais os usuários deverão ser redirecionados.

Em “Configurar grupos de anúncios”, elabore conjuntos e palavras-chave. O “Lance padrão” deve ser definido como US $2,00, que é o limite concedido. Defina as palavras-chave relevantes para a instituição. Crie pelo menos dois anúncios para cada grupo.

A próxima etapa será em “Avaliação”.  Siga para “Conversões”. Selecione “Site” e apresente o link que deve ser monitorado. Para as não-financeiras, que não envolvem doações, defina isso nas opções. Para doações, estabeleça a meta que deve ser, obrigatoriamente, para 90 dias.

Muito cuidado nessa etapa! Não associe nenhuma informação de pagamento.  Se houver alguma forma de pagamento for associada, a ONG pode ter os valores descontados e dificilmente terá o dinheiro reembolsado.

 

6. Envie a conta para análise

Depois de concluir todas essas etapas, é necessário enviar a conta para que seja avaliada pelo Google. Para isso, retorne à página do Google para organizações sem fins lucrativos.

Escolha a caixa para inscrição no Ad Grants e envie o número do ID no Google Ads, que está localizado no canto superior direito da página.

O prazo para análise da proposta é de 10 dias úteis. Se aprovada, as campanhas configuradas já são ativadas.

 

Como manter a qualificação do Google Ad Grants

Depois de conseguir uma concessão, a parte mais complicada é manter o Google AD Grants.   O próprio Google deixa claro que a conta pode ser suspensa a qualquer momento, caso haja algum descumprimento das políticas. Caso isso aconteça, é preciso regularizar o que estiver errado para voltar a utilizar os créditos.

O melhor mesmo é manter a elegibilidade.  Veja quais os critérios que devem ser observados para que as campanhas não sejam desativadas:

 

Todos os anúncios em sua conta devem estar vinculados a URL da que foi aprovada no processo de inscrição;

Seja proativo no gerenciamento do Google Ads fazendo login na conta mensalmente. Se um anunciante sem fins lucrativos que tem um Google Grants não fizer login em sua conta, ela estará sujeita a ser pausada sem qualquer notificação;

Os anúncios que estão sendo promovidos devem refletir a missão da organização sem fins lucrativos.  Pode anunciar vendas de produtos, desde que 100% dos lucros sejam destinados ao programa;

Os anúncios criados não podem apontar para páginas usadas principalmente para enviar visitantes a outros sites, como landing page;

Os anúncios não podem oferecer produtos financeiros, como hipotecas ou cartões de crédito. Também não podem pedir doações na forma de bens grandes, como carros, barcos ou doações de propriedades. Palavras-chave relacionadas a esta atividade também não são permitidas;

O site não pode exibir anúncios do Google AdSense ou outros links de publicidade afiliados, enquanto a organização participa do Google Ad Grants.

 

De acordo com o Google, qualquer violação dessas diretrizes está sujeita à remoção do programa. A empresa também se reserva ao direito de complementar ou alterar essas diretrizes de elegibilidade a qualquer momento.

 

Tenha sucesso com o Google Grants

A oportunidade de atrair doadores, voluntários e interessados nas atividades da ONG é tão importante quanto ter o dinheiro disponível para as campanhas.  Por isso, é importante estar atento às boas práticas para obter o máximo de proveito do programa.

 

Para isso, é muito importante a estruturação da conta. Pesquise por palavras-chave e crie grupos de anúncios. Não se esqueça: é obrigatório ter duas peças para cada grupo (quatro anúncios no total).

 

No momento de elaborar o anúncio, escreva um texto claro, direto e atrativo. Não se esqueça de aplicar técnicas SEO.

 

Também é preciso estar atento às palavras-chave negativas, que devem ser definidas para evitar a exibição dos anúncios para pessoas que não estão interessadas no tema. Esteja atento também à segmentação geográfica e ao idioma. Esses itens influenciam diretamente no aumento da relevância e na melhora do desempenho dos cliques.

 

Não se esqueça de acompanhar as métricas. Esses dados permitem a otimização e criação de peças mais relevantes.

 

Ao seguir todos esses passos, é possível obter o benefício e aproveitar os melhores resultados com o programa Google Grants.

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!